quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Aldravia


Composição poética minimalista criada pelos poetas do movimento cultural aladravismo, que “defende a expressão de liberdade, o rompimento de barreiras formais de produção e a ousadia de criar conceitos novos.”
Segundo J. B. Donadon-Leal, “a aldravia, nome sugerido por Andreia Donadon Leal a uma forma elaborada por Gabriel Bicalho, com base na concepção de encontro com os sentidos na possibilidade real de se ter o máximo de poesia no mínimo de palavras”. Um poema simples com conteúdo, que deixe as portas abertas para interpretações.
O nome do poema vem de aldrava batente de porta.

Esquema:
·       é uma sextilha(6 versos);
cada palavra forma um verso (palavra-verso);
·       os versos iniciam por letras minúsculas;
·       não se usa pontuação (apenas ponto de interrogação e exclamação), nem título, nem métrica;
·       o poema aborda qualquer tema;
·       emprega-se mais a metonímia que a metáfora;
·       nomes de pessoas com sobrenomes e palavras unidas com hífen são considerados um verso. 

Referências
http://www.jornalaldrava.com.br/pag_aldravias.htm
http://www.kathleenlessa.prosaeverso.net/visualizar.php?idt=3819679


1.
cabelos
brancos
mascaram
uma
alma
infantil

2.
flores
morrem
lentamente
os
colibris?
distantes


3.
lua
vigia
poeta
eletrizado
de
amor


Mardilê Friedrich Fabre
Imagem: diariodigital.sapo.pt


Um comentário: